Cadê a aura dos remakes?

Benjamin já dizia em “A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica” que o que “murcha” na era da reprodutibilidade é a aura da obra. Tendo ela uma singularidade, uma existência única, um “aqui e agora”, como isso se dá nos remakes? – sendo aqui o remake como uma releitura interpretativa de uma obra qualquer e não apenas cinematográfica como o termo nasceu.

Peguemos, então, o caso do grande detetive criado por Sir Arthur Conan Doyle, Sherlock Holmes. O Personagem apareceu pela primeira vez em 1887 e ficou famoso pela lógica dedutiva e pensamento rápido ao resolver crimes difíceis até para a polícia inglesa. Do século XIX pra cá Sherlock encantou muita gente e foi refém de várias adapções para vários formatos – o próprio Doyle levou sherlock para o teatro.

Entre filmes, peças teatrais e séries, cada uma a sua maneira, cada uma merece uma análise apropriada. Algumas opções de análise emergem como a da perda da aura do ator pela mediação do equipamento cinematográfico entre ator e público e como isso retira a aura, ao contrário da relação ator-público do teatro. Ou até se as adaptações para outro suporte tratam de criar uma obra mais independente com aura própria, ou se é só mais uma forma de reprodutibilidade dos tempos modernos e capitalista.

Independente do tipo de olhar, uma coisa podemos dizer: a reprodutibilidade leva grandes obras às massas, seja pelo gênero que for.

Sherlock do cinema de 1939 a 1946, interpretado por Basil Rathbone.

Sherlock do cinema de 1939 a 1946, interpretado por Basil Rathbone.

Sherlock da TV. Série lançada em 2010. Sherlock interpretado por Benedict Cumberbatch e Martin Freeman como Watson.

Sherlock da TV. Série lançada em 2010. Sherlock interpretado por Benedict Cumberbatch e Martin Freeman como Watson.

Sherlock do cinema versão 2009, interpretado por Robert Downey Jr. e Jude Law como Watson.

Sherlock do cinema versão 2009, interpretado por Robert Downey Jr. e Jude Law como Watson.

Anúncios

Um comentário sobre “Cadê a aura dos remakes?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s