Humanos até quando?

Em Demasiadamente Pós-Humano, Laymert Garcia dos Santos, ao ser questionado pelo o que seria o entendimento de pós-humano discorre sobre algumas linhas de raciocínio. Uma delas, a via da singularidade, coloca o pós-humano como “uma superação do humano que literalmente o deixa para trás”. Assim, o que nos forma hoje seria atualizado por algo que atendesse melhor as atuais necessidades, projetados na inteligência artificial e nos robôs.

Um exemplo da evolução desse pós-humano pode ser o hotel japonês Henn-na:

https://embed.theguardian.com/embed/video/world/video/2015/jul/16/robot-hotel-japan-budget-travel-video

Nele, recepcionistas e carregadores de malas são robôs. Além disso, não há chaves. O hóspede tem acesso ao quarto a partir de reconhecimento facial. O próprio criador da ideia, que a justifica pela opção de custos mais baixos de hospedagens e também para destacar a inovação, reconhece a possível superioridade em relação aos homens: “em termos de serem amigáveis e educados, eles são imbatíveis”.

 

Foram consultados:

http://www.theguardian.com/world/2015/jul/16/japans-robot-hotel-a-dinosaur-at-reception-a-machine-for-room-service

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/07/150718_hotel_robos_fotos_cc

http://g1.globo.com/turismo-e-viagem/noticia/2015/07/hotel-de-baixo-custo-tera-robos-como-funcionarios-no-japao.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s