[Br]eaking [Ba]d: uma opção ao Complex TV

No texto de Jason Mittel vimos o conceito de Complex TV que abrange mudanças nas narrativas como a variedade de opções para um mesmo eixo central de conteúdo e o uso de storytelling. Em um primeiro momento, a série Lost parece ser o exemplo mais próximo deste conceito, sendo também citada pelo autor. Mas se pensamos em Breaking Bad, podemos compreender uma forma diferente, porém, que também está inserida neste contexto.

brebad

Apesar de não criar outros ambientes que propiciem novas possibilidades para a narrativa, a série foca no aprofundamento de cada personagem, sobressaindo até mesmo ao conflito central. Foram criados dois jogos: “The Interrogation” e “The Cost of Doing Business”. O primeiro faz com que o jogador esteja no lugar de um agente fazendo interrogatórios aos suspeitos de tráfico de drogas. Já o segundo, seria um dos protagonistas tentando receber o pagamento de um cliente que está em dívida das drogas que foram vendidas. Nenhum dos jogos pretende oferecer conteúdos extras para a compreensão da série em si, mas visam colocar quem assiste mais próximo dos personagens e fazê-los vivenciá-los aquela realidade do seriado.

cartaz

Também foram feitos cinco minisódios com cenas sobre o cotidiano dos personagens: Good Cop/Bad Cop, Wedding Day, TwaüghtHammër, Marie’s Confession y The Break-In. Duas páginas na internet, uma como a divulgação dos serviços do advogado Saul Goodman (que atualmente possui uma série própria, a Better Call Saul) e a outra como se fosse a campanha para receber doações e ajudar a pagar o tratamento de câncer para o personagem principal. As duas continuam no ar e podem ser acessadas em http://www.amc.com/shows/better-call-saul e http://www.savewalterwhite.com/. O site oficial (http://www.amc.com/shows/breaking-bad), além de trazer muitos conteúdos exclusivos, também traz a aplicação Name Lab, onde você pode ter seu nome no mesmo formato utilizado no título da série. A imagem gerada foi compartilhada durante a série, sendo usada até como foto de capa de perfis pessoais.

m3Nba-cover

Referências:

http://mcpress.media-commons.org/complextelevision/transmedia-storytelling/

http://hipermediaciones.com/2013/10/03/breaking-bad-poco-transmedia-pero-mucho-muchisimo-storytelling/

https://www.facebook.com/BreakingBad/app_541868445869371

http://www.amc.com/shows/breaking-bad

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s