Estudo dirigido – Aula 7

Pergunta: Qual é a relação que pode ser estabelecida entre os textos de Arlindo Machado (Arte e Mídia), o conceito de interestética, de Priscila Arantes e a reflexão de Mímeses Tecnológica e Interatividade de Bragança de Miranda?

O livro Arte e Mídia, de Arlindo Machado, apontava para um momento de hibridização cultural (que após sua publicação, continuou a ganhar força e se estabelecer)  que nunca havia sido visto na história. Isso transforma a contemplação artística em diversos pontos, o que equivale pensar que a arte acaba saindo de um padrão fechado (dentro de museus, galerias, teatros, etc.) para um aberto (ao ar livre, na internet…). Claro que isso também permite maior acesso a uma ampla massa de contempladores, antes afastados da arte por questões econômicas, sociais e até políticas, o que então nos leva a uma mudança do estatuto da arte perante a sociedade.

Já o pensamento de Priscila Arantes ao trazer o termo “interestética” acaba por nos dar entendimento parecido. A autora enxerga na estética atual uma mudança, já que a mesma é permeada por dispositivos tecnológicos e as suas mais diversas fronteiras, antes tão bem estabelecidas, já são de difícil observação. Para Arantes, não há como negligenciar isso se olharmos para a produção estética atual que mescla artistas, engenheiros e programadores em busca de um mesmo ideal. A ideia trazida por ela é de que há um fluxo informacional intenso entre as áreas e por isso a estética acaba por se influenciar de múltiplas visões, enxergando nisso uma tendência em direção à exploração da interface como forma de estetização.

Por fim, Bragança de Miranda pontua que as artes interativas continuariam movimentos artísticos de vanguarda, visto que as artes interativas corroboram com o ideal desses movimentos, o de abolir a distância que separa a arte da vida, do cotidiano. Para o autor, as artes interativas possibilitam uma mimese em que a construção da arte é a própria construção da realidade, tornando cada vez mais difícil a separação entre esses dois aspectos. Daí surge um novo espaço que possuiu consciência técnica e provoca uma “renaturalização” da experiência. Isso é possibilitado pelo tempo de resposta que, devido a essas interfaces interativas, é muito mais rápido, ocorrendo inclusive em tempo real.

Os conceitos acima acabam por se encontrar, no sentido de demonstrar que a transformação artística que vem ocorrendo nas últimas décadas leva a um outro entendimento do que é a arte. A técnica segue deixando de ser uma vilã, a responsável pela queda da alma da obra de arte, passando a ser entendida como um mecanismo de modificação, de quebra de paradigmas e de experimentações.

Anúncios

Um comentário sobre “Estudo dirigido – Aula 7

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s